Marielle-Franco-990x600Queria escrever sobre Marielle Franco. Sobre como seus 38 anos foram voltados à luta pelos direitos humanos. Sobre como se apresentava como “cria da maré” e foi a 5ª vereadora mais votada no Rio de Janeiro. Sobre ter sido mãe aos 19 anos e ainda assim ter conseguido se formar em Ciências Sociais e se tornar mestre em Administração Pública mesmo tendo que se dividir entre estudos, trabalho e maternidade. Queria escrever sobre tudo isso, mas só sei lamentar!

Queria celebrar Marielle Franco. Sua luta contra a violência nas favelas que teve gatilho com a morte de uma amiga vítima de bala perdida. Queria celebrar seu cargo de coordenadora na Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania da Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro). Queria celebrar os 46.502 votos recebidos pela população que reconheceu sua luta e a escolheu para representá-los. Queria celebrar tudo isso, mas só sei lamentar.

Só sei lamentar pela minha ignorância de só conhecer essa mulher incrível no momento de sua morte. Só sei lamentar por essa mulher incrível ter sido ceifada com ao menos 4 tiros na cabeça numa execução sem piedade um dia depois de ter questionado “Quantos mais vão precisar morrer?”

Só sei lamentar!